Citação

"A felicidade não lhe é proporcionada por ninguém.
Ela encontra-se somente no próprio esforço
Em revelar o tesouro das profundezas de sua vida, e
se poli-lo cuidadosamente,
Desenvolverá a coragem e a esperança,
Ao longo do caminho."

Pensamento budista - Referência: Sandro Ribeiro


sexta-feira, 20 de julho de 2012

Cromossomos felizes

A vida tem seus pontos altos, nunca baixos. Não é uma linha reta. Aliás, as retas são entediantes, fora do contexto profissional. E por que não tem pontos baixos? Hum... verei como explicar... É tanta desgraça que acontece com a gente, e vem alguém bom que diz inevitavelmente: 'Isto traz experiencia'... 'é no sofrimento que se aprende'...'há males que veem para o bem'... e por aí vai. E aí aquela que perdeu fica se sentindo só. 'Pô, ninguém me entende, Meo?'  Cada evento marcante faz uma marca na tua vida. A marca é a mesma, seja ferida, seja carícia. Ficamos tristes, raivosos, ressentidos, alegres... desesperados de dor muitas pessoas querem enterrar a cabeça num buraco, e virar avestruz, ou trabalhar demais - cada qual do seu jeito. Será que alguém aqui se lembra do Pasquim, onde apareciam as tirinhas da 'Tânia, a da fossa?' (Não me lembro quem era o cartunista, acho que Henfil). Era um buraco,de onde saia uma mãozinha. Uma pessoa passava, falava com ela e ela agitava a mãozinha. Não saía do buraco, ou fossa.E todos a conheciam. (Desnecessário dizer:  todos os brasileiros com mais de 60 a conhecem). É a sensação do buraco escuro de onde não se sai por longo tempo*. Não quero banalizar a dor não. Muto pelo contrário quero gritar: ATENÇÃO, A DOR DA ALMA É TERRÍVEL! É um ponto alto, onde se experimenta um descaminho horroroso, e conforme foi cravado o punhal da perda - chega à revolta, sentimento de traição, falsidade. É, apunhalar pelas costas é coisa de ser humano. Deus não apunhala pelas costas, Louvado seja! Mas gente é diferente. Não sabe direito como fazer com o punhal,  não quer magoar o outro. Erra sem querer. Maldade não é. É muito difícil encontrar um ser humano psicopata, se você é inteligente e informado. Uma vez escrevi um poema sobre a nossa sensibilidade. Somos feitos de pelúcia, precisamos de carinho, de abraço, de paciência...e haja paciência...A vida não corre, é morosa para quem está sofrendo. Assim como para quem se aposenta. É bom que seja assim. Precisamos de tempo e descanso para refazimento e apaziguamento. A última vez que'levei uma'... comecei este blog e hoje posso dizer que a dor amainou, não cicatrizou não... ainda. E que bom, porque  quando estamos nos recuperando prestamos atenção a tudo que gostamos e precisamos. Por isto a 1a. frase da música linda acima. Como uma amiga me escreveu num bilhete (um período em que precisei muito): 'Querida NÔ, são tantas as cores e sabores...'

Essa tal maturidade

Neste blog as palavras em masculino independem de sexo e gênero, é somente uma questão gramatical. *   Tania, a da fossa foi também uma alegoria durante e ao tempo da ditadura. Nesta época o Pasquim era tido como subversivo.

Sociable