Citação

"A felicidade não lhe é proporcionada por ninguém.
Ela encontra-se somente no próprio esforço
Em revelar o tesouro das profundezas de sua vida, e
se poli-lo cuidadosamente,
Desenvolverá a coragem e a esperança,
Ao longo do caminho."

Pensamento budista - Referência: Sandro Ribeiro


sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Coisas que não sabemos ou que não nos lembramos

Os Três Reis Magos:

O árabe Baltazar: trazia incenso, significando a divindade do Menino Jesus.

O indiano Belchior: trazia ouro, significando a sua realeza.

O etíope Gaspar: trazia mirra, significando a sua humanidade.

As Sete Maravilhas do Mundo Antigo: 1 - As Pirâmides do Egito 2 - As Muralhas e os Jardins Suspensos da Babilônia 3 - O Mausoléu de Helicarnasso ( ou O Túmulo de máusolo em Éfeso ) 4 - A Estátua de Zeus, de Fídias 5 - O Templo de Artemisa (ou Diana) 6 - O Colosso de Rodes 7 - O Farol de Alexandria.

As 7 Notas Musicais
A origem é uma homenagem a São João Batista, com seu hino:

Ut
queant laxis (dó) - Para que possam

Re
sonare fibris - ressoar as

Mi
ra gestorum - maravilhas de teus feitos

Fa
mulli tuorum - com largos cantos

Sol
ve polluit - apaga os erros

La
bii reatum - dos lábios manchados
Sancti Ioannis - Ó São João

Os SetePecados Capitais

(Eles só foram enumerados no século VI, pelo papa São Gregório Magno (540-604), tomando como referência as cartas de São Paulo)
. Gula
. Avareza
. Soberba
. Luxúria
. Preguiça
. Ira
. Inveja

As SeteVirtudes
(para combater os pecados capitais)
. Temperança (gula)
. Generosidade (avareza)
. Humildade (soberba)
. Castidade (luxúria)
. Disciplina (preguiça)
. Paciência (ira)
. Caridade (inveja)

Os Sete dias da Semana e os 'Sete Planetas'
Os dias, nos demais idiomas- com excessão da língua portuguesa , mantém os nomes dos sete corpos celestes conhecidos desde os babilônios:

. Domingo - dia do Sol - Domingo - Sunday
. Segunda - dia da Lua - Lunes - Monday
. Terça - dia de Marte - Martes - Tuesday
. Quarta - dia de Mercúrio - Miercoles - Wednesday
. Quinta - dia de Júpiter - Jueves - Thursday
. Sexta - dia de Vênus - Viernes - Friday
. Sábado - dia de Saturno - Sabado - Saturday

As Sete Cores do Arco-Íris:

Na mitologia grega, Íris era a mensageira da deusa Juno. Como descia do céu num facho de luz e vestia um xale de sete cores, deu origem à palavra arco-íris. A divindade deu origem também ao termo íris, do olho.
. Vermelho
. Laranja
. Amarelo
. Verde
. Azul
. Anil
. Violeta

Os Dez Mandamentos:

1º - Amar a Deus sobre todas as coisas
2º - Não tomar o Seu Santo Nome em vão
3º - Guardar os sábados
4º - Honrar pai e mãe
5º - Não matar
6º - Não pecar contra a castidade
7º - Não furtar
8º - Não levantar falso testemunho
9º - Não desejar a mulher do próximo
10º - Não cobiçar as coisas alheias

Os Doze Meses do Ano:

- Janeiro: homenagem ao Deus Janus, protetor dos lares
- Fevereiro: mês do festival de Februália (purificação dos pecados), em Roma;
- Março: em homenagem a Marte, deus guerreiro;
- Abril: derivado do latim Aperire (o que abre). Possível referência à primavera no Hemisfério Norte;
- Maio: acredita-se que se origine de maia, deusa do crescimento das plantas;
- Junho: mês que homenageia Juno, protetora das mulheres;
- Julho: No primeiro calendário romano, de 10 meses, era chamado de quintilis (5º mês). Foi rebatizado por Júlio César;
- Agosto: Inicialmente nomeado de sextilis (6º mês), mudou em homenagem a César Augusto;
- Setembro: era o sétimo mês. Vem do latim septem;
- Outubro: Na contagem dos romanos, era o oitavo mês;
- Novembro: Vem do latim novem (nove);
- Dezembro: era o décimo mês

Os Doze Apóstolos:

1 - Simão Pedro
2 - Tiago ( o maior )
3 - João
4 - Filipe
5 - Bartolomeu
6 - Mateus
7 - Tiago ( o menor )
8 - Simão
9 - Judas Tadeu
10 - Judas Iscariotes
11 - André
12 - Tomé.
***Após a traição de Judas Iscariotes, os outros onze apóstolos elegeram Matias para ocupar o seu lugar.

Os Doze Profetas do Antigo Testamento:

1 - Isaías
2 - Jeremias
3 - Jonas
4 - Naum
5 - Baruque
6 - Ezequiel
7 - Daniel
8 - Oséias
9 - Joel
10 - Abdias
11 - Habacuque
12 - Amos

Os Quatro Evangelistas e a Esfinge

. Lucas (representado pelo touro)
. Marcos (representado pelo leão)
. João (representado pela águia)
. Mateus (representado pelo anjo)

Os Quatro Elementos e os Signos

. Terra (Touro - Virgem - Capricórnio)
. Água (Câncer - Escorpião - Peixes)
. Fogo (Carneiro - Leão - Sagitário)
. Ar (Gêmeos - Balança - Aquário)

As Musas da Mitologia Grega
(a quem se atribuía a inspiração das ciências e das artes)

1 - Urânia ( astronomia )
2 - Tália ( comédia )
3 - Calíope ( eloqüência e epopéia )
4 - Polímnia ( retórica )
5 - Euterpe ( música e poesia lírica )
6 - Clio ( história )
7 - Érato ( poesia de amor )
8 - Terpsícore ( dança )
9 - Melpômene ( tragédia )

Os Sete Sábios da Grécia Antiga:

1 - Sólon
2 - Pítaco
3 - Quílon
4 - Tales de Mileto
5 - Cleóbulo
6 - Bias
7 - Períandro

Os Múltiplos de Dez
(os prefixos usados em Megabytes, Kilowatt, milímetro...)

NOME (Símbolo) = fator de multiplicação

Yotta (Y) = 1024 = 1.000.000.000.000.000.000.000.000
Zetta (Z) = 1 021 = 1.000.000.000.000.000.000.000
Exa (E) = 1018 = 1.000.000.000.000.000.000
Peta (P) = 1015 = 1.000.000.000.000.000
Tera (T) = 1012 = 1.000.000.000.000
Giga (G) = 109 = 1.000.000.000
Mega(M) = 106 = 1.000.000
kilo (k) = 103 = 1.000
hecto (h) = 102 = 100
deca(da) = 101 = 10
uni = 100 = 1
deci d, 10-1 = 0,1
centi c, 10-2 = 0,01
mili m, 10-3 = 0,001
micro µ, 10-6 = 0,000.0001
nano n, 10-9= 0,000.000.001
pico p, 10-12 = 0,000.000.000.001
femto f, 10-15 = 0,000.000.000.000.001
atto a, 10-18 = 0,000.000.000.000.000.001
zepto z, 10-21 = 0,000.000.000.000.000.000.001
yocto y, 10 -24 = 0,000.000.000.000.000.000.000.001
exa deriva da palavra grega 'hexa' que significa 'seis'.
penta deriva da palavra grega 'pente' que significa 'cinco'.
tera do grego 'téras' que significa 'monstro'.
giga do grego 'gígas' que significa 'gigante'.
mega do grego 'mégas' que significa 'grande'.
hecto do grego 'hekatón' que significa 'cem'.
deca do grego 'déka' que significa 'dez'.
deci do latim 'decimu' que significa 'décimo'.
mili do latim 'millesimu' que significa 'milésimo'.
micro do grego 'mikrós' que significa 'pequeno'.
nano do grego 'nánnos' que significa 'anão'.
pico do italiano 'piccolo' que significa 'pequeno'.
femto do dinamarquês 'femten' que significa 'quinze'.
atto do dinamarquês 'atten' que significa 'dezoito'.
zepto e zetta derivam do latim 'septem' que significa 'sete'.
yocto e yotta derivam do latim 'octo' que significa 'oito'.

Conversão entre unidades:

cavalo-vapor 1 cv = 735,5 Watts
horsepower 1 hp = 745,7 Watts
polegada 1 in (1´´) = 2,54 cm
pé 1 ft (1´) = 30,48 cm
jarda 1 yd = 0,9144 m
angström 1 Å = 10-10 m
milha marítima =1852 m
milha terrestre 1mi = 1609 m
tonelada 1 t = 1000 kg
libra 1 lb = 0,4536 kg
hectare 1 ha = 10.000 m2
metro cúbico 1 m3 = 1000 l
minuto 1 min = 60 s
hora 1 h = 60 min = 3600 s
grau Celsius 0 ºC = 32 ºF = ?273 K (Kelvin)
grau fahrenheit =32+(1,8 x ºC

Os Dez Números Arábicos

Os símbolos tem a ver com os ângulos:
o 0 não tem ângulos
o número 1 tem 1 ângulo
o número 2 tem 2 ângulos
o número 3 tem 3 ângulos
etc...

As Datas de Casamento:

1 ano - Bodas de Algodão
2 anos - Bodas de Papel
3 anos - Bodas de Trigo ou Couro

4 anos - Bodas de Flores e Frutas ou Cera

5 anos - Bodas de Madeira ou Ferro
10 anos - Bodas de Estanho ou Zinco
15 anos- Bodas de Cristal

20 anos - Bodas de Porcelana

25 anos - Bodas de Prata

30 anos - Bodas de Pérola
35 anos - Bodas de Coral
40 anos - Bodas de Rubi ou Esmeralda

45 anos - Bodas de Platina ou Safira

50 anos - Bodas de Ouro

55 anos - Bodas de Ametista

60 anos - Bodas de Diamante ou Jade

65 anos - Bodas de Ferro ou Safira

70 anos - Bodas de Vinho

75 anos- Bodas de Brilhante ou Alabastre

80 anos - Bodas de Nogueira ou Carvalho


Os Sete Anões:

. Dunga . Zangado
. Atchin
. Soneca
. Mestre
. Dengoso
. Feliz

Parei por aqui, porque o restante parece um pouco inverossímil... Se alguém souber a autoria, comunique-me, pois recebi por e-mail.

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Encontraram! As Minas do Rei Salomão

‘’ ... Põe-me como selo sobre o teu coração, como selo sobre o teu braço, porque o amor é forte como a morte, e duro como a sepultura, o ciúme; as suas brasas são brasas de fogo, são veementes labaredas. As muitas águas não poderiam apagar o amor, nem os rios, afogá-lo; ainda que alguém desse todos os bens da sua casa pelo amor, seria de todo desprezado.... ‘’(Cantares de Salomão 8:6-7)

Clique na foto



Lembrando a primeira vez que ouvir falar deste rei, aos 5 anos...


'Certa vez, o rei Salomão estava em seu palácio. Aí entraram duas mulheres. Elas tinham uma questão entre si. E agora o rei tinha que dizer qual delas tinha razão.

Cada uma das mulheres tinha um filho. Uma dessas crianças olhava para o mundo com olhos risonhos. Estava viva e sadia. Mas a outra criança tinha os olhos fechados e jazia quieta e pálida nos braços da mulher. Esta criança estava morta.

"A criança viva pertence a mim", disse uma das mulheres.
"Isso não é verdade, é minha", disse a outra.
Salomão disse: "Contem-me tudo."

E uma das mulheres contou: "Oh rei, ela e eu moramos juntas numa casa, e dormimos no mesmo quarto, e cada uma tem uma criança. Mas esta noite morreu uma das crianças. O filho dela morreu, rei. A criança morta é a dela, e a criança viva é a minha."
Mas a outra mulher disse: "Não, a criança viva é minha, e a morta é dela."
"Eu quero a criança viva, porque sou a mãe", gritou uma.
"Não, eu sou a mãe, eu quero a criança", gritou a outra.

Assim estavam todos ali e ninguém sabia quem tinha razão. Mas Salomão tinha que saber. Ele devia dizer quem iria ganhar a criança viva.
Salomão perguntou: "Então, vocês querem ambas ter a criança viva?"
"Sim, rei", falou uma.
"Sim, rei", falou a outra.

E então Salomão disse uma coisa estranha, com a qual todos se assustaram. Ele falou: "Pois bem, então vamos cortar a criança viva pelo meio, então cada uma de vocês receberá a metade".
Não era o plano do rei de fazer realmente isto. Mas ele disse isso com muita seriedade, ele fez de conta como se fosse tal seu plano. Ele chamou um empregado com uma grande espada e disse: "Corte a criança pelo meio".E o empregado pegou a criança e levantou a grande espada. Mas então uma das mulheres começou a chorar amargamente.
"Não faça isso!" gritou ela. "Não faça nenhum mal à criança! Só quero que meu filho continue vivo!".

Mas a outra mulher não se afligiu pela criança. Ela disse: "Bem, corte-a pelo meio, então nós duas não temos nada".

Aí o rei sabia quem era a mãe. Ele disse: "Dê a criança à primeira mulher, porque ela a ama. Esta é a mãe".

E a mulher recebeu a criança viva e, feliz, foi para casa com o filhinho no braço.
E todos diziam: "Como é sábio e inteligente o nosso rei!"

Salomão ficou sendo rei por muito tempo. Ele cuidou bem de seu povo. Ele fez as pessoas de sua terra viverem felizes,

Ele também construiu um lindo templo. Isso era uma casa para Deus, o Senhor, uma igreja bem grande. E para este bonito templo vinham as pessoas de todo o país, para oferecer sacrifícios e fazer oração."

Ref.: http://www.luteranos.com.br/101/infantil/historias/salomao.html

A História das minas - clique aqui

Salomão também é conhecido nos meios maçônicos e cabalísticos.Os templos maçônicos utilizam algumas normas de arquitetura do templo deste rei. Encontrei uma descrição interessante de sua trajetória também neste link - José Laércio.

Para completar, Raul Seixas, nosso músico 'underground' - tem uma música: 'As Minas do Rei Salomão', no álbum 'Há 10.000 anos atrás'.

Adoro quando se encontram vestígios bíblicos... se alguém puder mandar, agradeço!

Dedico esta postagem para o Mano Loirinho que tá no céu, que iria adorar a noticia.



terça-feira, 21 de outubro de 2008

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Um exemplo do sentido do sofrimento

'É próprio da condição humana buscar Ecos'... (minha frase quando eu tinha 15 anos). Assim, leia
um sofrimento que ensina

terça-feira, 14 de outubro de 2008

O Valor do Sofrimento


Compreender os fatos e por que eles ocorrem é parte integrante da caminhada humana em busca da evolução. E feliz o homem que consegue caminhar pelos trechos incendiados do caminho, conservando lealdade ao rumo escolhido.
Nem sempre prosseguimos incólumes, há que se queimar alguma pele.




Há que se acender muitas velas, ou passear na chuva tendo as lágrimas como companhia. O sofrimento, se partilhado, deveria ser com aqueles que podem de fato nos ajudar. Se assim não o fosse, nossos entes queridos perderiam o apoio sobre o qual se sustentam.
Uma vez uma amiga disse: 'Tem gente que nasceu para mourão de cerca', e isto é bem verdade. Percebemos ao nosso redor, estes anjos. Pessoas que cuidam, abnegadas, esquecendo-se de si mesmas. Acredito que sejam assim mesmo, e nelas não há desequilíbrio. Mas são raras... Psicologicamente o altruísmo em excesso prejudica, pois as pessoas se esquecem de si mesmas contraindo doenças inevitáveis decorrentes deste constante estado de alerta. Então nós, seres humanos comuns, sem a angelitude destas nobres almas as quais me refiro, prosseguimos passo a passo, buscando não esmorecer, e no máximo conseguimos cuidar o necessário daqueles que nos são confiados.
A questão do sofrimento é uma questão que nos impressiona sobremaneira no caminhar terreno, pois é uma realidade a qual vivemos, seja no lar, seja no trabalho, revezes que muitas vezes nos minam a existência, incendiando o caminho.
Não quero falar aqui de conselhos ou orientações, e sim refletir sobre isto. nem quero um apanágio religioso, pois em toda religião há pessoas, e cada qual busca o caminho que mais lhe apraz. Gosto de pensar e tratar a forma de lidar com a divindade como um ritual necessário a sobrevivência. É nos livros de sabedoria religiosa que encontramos o mito, e, mais além o significado das experiências as quais me refiro.
Desde o mes passado estou propensa a ler a história de Jó, e no Livro Sagrado ( a Bíblia)
encontrei o que buscava.

Se quiser aprofundar, sugiro ler o apanhado geral. Depois volte aqui.

A história de Jó não é uma história de culpa e perdão. Ele não chegou a pecar, na acepção bíblica. Jó era uma pessoa próspera, que foi tentado por Satanás com a aquiescência de Deus, por ser fiel e temente a Ele. Foram duras provações: perdeu a prosperidade e depois adoeceu. Após estes fatos começou a murmurar, ou seja, queixar-se e rebelar-se. Isto não é pecado, é desequilíbrio provocado por perdas importantes. acredito que todos passamos por isto, em maior ou menor grau. Depois fez as pazes com Deus, dentro do seu coração, e em idade avançada retomou seu bem estar e prosperidade.
Em nossa caminhada a qualquer momento nos desesperamos e perdemos a esperança e talvez a fé, em nosso poder divino de mudar as situações e sobreviver, para então 'voltar a viver' de forma nova, uma transformação interna, digamos assim. Na verdade Jó teve que enfrentar sua desgraça e acreditar que disto renasceria mais sábio e forte. É o que todos esperamos quando o sofrimento nos toca a alma.
Existe um ditado do qual discordo bastante, que é 'quem não aprende por amor aprende pela dor'. Sinceramente, em minha caminhada nunca vi só o amor trazer crescimento. O amor é sim a armadura que nos reveste, se temos a felicidade de 'adolescer' em lares calorosos. Mas sabemos que nem sempre é assim. Embora em lares bem constituídos o excesso de respeito e obrigações torna nossa convivência estéril de emoções prazerosas e calor humano.
É indispensável o contato com a realidade como ela é. E a realidade é dura. Educar a criança para o sofrimento resultaria aqui em uma afirmação ignorante, já que isto coibiria o sentimento de ingenuidade e esperança que caracterizam o pequeno ser. Prefiro dizer que permitir a ocorrência e acompanhar os pequenos sofrimentos da criança são imprescindíveis para a estruturação do caráter.
Isto me lembra que as pessoas de forma geral evitam o sofrimento. Sem dúvida, isto é saudável e inteligente. Entretanto, ter medo de sofrer é desarrazoado. O rio corre, e algumas ocorrências menos felizes acontecem. Andar com o motor ligado o tempo todo com medo da natureza não faz bem nenhum...
No livro de Jó, Deus como Pai permite que ele sofra, porque sabe que ele é capaz. Assim os pais e familiares importantes nos transmitem um ensinamento muito importante: o sofrimento existe e você pode aceitá-lo e ir além, crescer, amadurecer, transformar-se.
O valor da experiência vai muito além de ensinamentos. Necessitamos viver as experiências que queremos, e - mais que isto - viver as que não queremos.



Sociable